• Resenha do livro “O controle da mídia: os...

    A propaganda foi fortemente utilizada para o controle das massas, bem como, manobra de convencimento, e porque não dizer, uma espécie de justificativa para os ataques e guerras que perpassam a história da humanidade. O primeiro capítulo do livro “O controle da mídia: os espetaculares feitos da propaganda”, aborda o contexto da Primeira Guerra Mundial como contexto, utilizando como exemplo as propagandas do governo americano de Woodrow Wilson. Wilson criou um comitê chamado “Comissão Creel”, que em seis meses transformou[...]

  • Análise da cobertura sensacionalista do...

    Sabemos que a grande mídia brasileira, carrega consigo fama de ser tendenciosa e sensacionalista. Por isso, o presente texto pretende analisar de forma sucinta, a cobertura da mídia televisa e impressa, sobre o incêndio na boate Kiss, localizada na cidade de Santa Maria (interior do Rio Grande do Sul). O caso se deu na madrugada do dia 27 de janeiro de 2013 e deixou 231 mortos e ao menos 129 pessoas feridas. Tratava-se de uma festa promovida pelos estudantes da[...]

  • Revista piauí veicula capa com Temer e ministros...

    Pastiche da capa do clássico musical demonstra o humor ácido da publicação Por Mariana Viana e Júlia Rocha Antes mesmo de Michel Temer assumir como presidente interino, a lista de seus possíveis ministros já era veiculada nos principais noticiários, mas foi oficialmente divulgada somente em 12 de maio, dia da votação do impeachment no Senado. Neste mesmo mês, Temer aparece coroado e nu na capa da revista de jornalismo literário, piauí. Conhecida pelo humor ácido, de preferência envolvendo temas políticos,[...]

  • As mídias brasileiras e sensacionalista e o...

    Por Luísa Campos Alerta: Esta crítica não é sobre uma única cobertura midiática. É uma análise sobre todas as coberturas, reportagens e notícias até hoje realizadas sobre homofobia, pautadas no erro de enquadramento, na conivência com um discurso de ódio e na omissão do papel fundamental do jornalismo: informar. Ho.mo.fo.bi.a. ”Substantivo feminino. Repulsa ou preconceito contra a homossexualidade ou homossexuais”. (Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, 2016). A definição de homofobia é popularmente conhecida como o ódio aos homossexuais. Tal ódio se[...]

  • O cinismo da mídia no caso do goleiro Bruno...

    Por Giselle Carvalho e Matheus Maritan Cada vez mais as mídias estão transformando as reportagens informativas em conteúdos de entretenimento Alguns veículos de comunicação usam de tragédias para transformá-las em espetáculos midiáticos, como recurso para  garantir os índices de audiência. A partir dessa ideia, decidimos escolher o caso do goleiro Bruno, acusado de cometer  homicídio contra Eliza Samúdio em julho de 2010, com o intuito de verificar como esse assunto foi abordado pelos meios de comunicações. A história de Bruno[...]

Jornal Nacional: espaço de poder e influência

Posted by admin On junho - 8 - 2015 0 Comment

Por: Daiane Bento, Eliene Santos, Jéssica Corona, Júlia Pinheiro, Monique Torquetti, Stela Diogo, Thatiana Freitas A televisão, assim como outros meios de comunicação, possui um grande poder de influência sobre seus telespectadores. A opinião que muitas vezes ela assume atinge de forma direta ou indireta a sociedade. Para entender melhor, decidimos analisar a reportagem do Jornal Nacional, exibida no dia 13 de março de 2015, sobre as manifestações que mencionavam a situação do atual Governo Federal.  Pudemos observar que,  de[...]

Por André Nascimento, Bárbara Torisu, Caroline Antunes, Edmar Borges, Gabriel Campbell, Isania Silva dos Santos, Janaina Maria de Almeida, Marina Morgan da Costa e Sabrina Passos. No atual contexto político do país, um fenômeno é observado: as propostas de parlamentares e argumentos políticos estão cada vez mais pautados em princípios religiosos. Constitucionalmente, o Brasil é um Estado laico e, de acordo com a  democracia representativa, os parlamentares eleitos devem prezar pelos interesses da maioria da população, resguardando direitos dos cidadãos[...]

Crítica ao Roda Viva – Editorial

Posted by admin On maio - 12 - 2015 0 Comment

Por Ana Clara Fonseca, Fábio Germano Estudo desenvolvido por alunos da disciplina Crítica da Mídia, do 6º período do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), sob orientação da professora Juçara Brittes. O economista francês Thomas Piketty foi o convidado do programa Roda Viva exibido no dia 09 de fevereiro pela TV Cultura. Autor de “O Capital no Século XXI” –best seller com mais de 1 milhão de exemplares vendidos –, Piketty tentou explicar conceitos, casos e[...]

Por Gabriela Ramos, Mariana Viana e Rodrigo Almeida. O mediador de um programa de entrevista é aquele responsável por estabelecer e organizar algum tipo de comunicação entre as partes envolvidas na conversação, sem deixar claro seu posicionamento para que não exista conflito entre as mesmas ou dificulte o telespectador de entender a entrevista e tirar suas próprias conclusões. No entanto, dependendo do formato do programa, como nos mais editorializados, o mediador ou apresentador pode, sim, emitir sua opinião pessoal, mesmo[...]

Por Bárbara Torisu, Caroline Tereza A. de Souza, Janaína Almeida, Gabriel Campbell, André Nascimento, Sabrina Passos e Isânia Santos Com uma hora e 22 minutos de entrevista, o Roda Viva que teve como convidado o economista francês, autor do livro “O Capital do Século XXI”, Thomas Piketty, recebeu muitas críticas pelo modo como conduziu a entrevista. Em forma de sabatina, os entrevistadores utilizaram boa parte desse tempo para realizar suas perguntas. Com indagações que pareciam mais como artigos, de tão[...]

Por Daiane Bento, Eliene Santos, Jéssica Corona, Júlia Pinheiro, Monique Torquetti, Stela Diogo e Thatiana Zacarias  Para a realização de mais um de seus programas, o Roda Viva convidou o economista francês, Thomas Piketty, para participação, onde falaria acerca de seu best-seller O Capital do Século XXI. Porém, o que o entrevistado encontrou não foi o esperado. Uma bancada pronta para induzí-lo a assumir seus pontos de vista sobre a economia e desigualdade brasileira o aguardava. Com um formato de[...]

De quem eram as perguntas para Piketty?

Posted by admin On maio - 5 - 2015 0 Comment

Por Marília Mesquita, Priscilla Santos, Silmara Filgueiras e Stênio Lima Desde a República proclamada há 125 anos é evidente que a política econômica do Brasil dita o desenvolvimento social do país: seja a economia baseada na exportação de café em um sistema de oligarquias da elite, como aconteceu na República Velha, ou na economia consolidada da Nova República, que em um contexto de recuperar a economia criou o Plano Real. Hoje, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), o Brasil ocupa a sétima posição[...]

Função Social na Imprensa

Posted by admin On maio - 5 - 2015 0 Comment

Por: Luana Barros, Luíza Lacerda e Moisés Mota O papel mediador do jornalismo econômico e os percalços sociais e ideológicos da mídia brasileira A grande mídia possui uma alta concentração de informação que, por diversos motivos, não é compartilhada de modo a instaurar o debate nas esferas públicas. A entrevista de Piketty é mais um episódio que suscita a reflexão sobre a função social da imprensa no jornalismo econômico. As informações são mesmo para todos os públicos e atingem todos[...]

O caso Bernardo retratado na mídia

Posted by admin On junho - 2 - 2014 0 Comment

Por Ellen Nogueira, Hélen Cristina, Jéssica Moutinho, Roberta Nunes e Teka Lindoso No dia 14 de abril deste ano, o corpo de Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos, foi encontrado enterrado em um matagal, na cidade de Frederico Westphalen, no Rio Grande do Sul. No mesmo dia, a madrasta Graciele Uglione, o pai Leandro Boldrini e a assistente social, amiga do casal, Edelvania Wirganovicz, foram detidos, suspeitos de aplicar uma injeção letal no garoto. Inicialmente o caso foi considerado um desaparecimento, a partir[...]

O caso Pasadena e sua repercussão na mídia

Posted by admin On junho - 2 - 2014 0 Comment

Por Aldo Damasceno, Ana Elisa Siqueira, Daniela Julio, Flávia Silva, Joyce Mendes e Lucimara Leandro A compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, pela empresa brasileira Petrobrás tem se destacado na mídia desde março, quando denúncias de irregularidades na aquisição da refinaria voltaram à tona. A partir de algumas reportagens veiculadas nos sites G1 e Estadão vamos analisar questões relativas ao modo de construção discursiva do acontecimento. O jornalismo se constrói em torno dos acontecimentos, que são fatos e ocorrências[...]