Arquivo da tag: política

Política às claras

Professores de Comunicação dirigem palestra sobre o jornalismo político e seus riscos

No último dia da Secom, aconteceu a Mini-palestra sobre Jornalismo Político, ministrada por Marcelo Freitas, jornalista e professor da Faculdade Estácio de Sá, em Belo Horizonte, e Hila Rodrigues, jornalista e professora da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Ambos já trabalharam no jornal Estado de Minas.

Para iniciar a palestra, eles usaram o exemplo do caso ocorrido em agosto de 2001 sobre o salário dos deputados estaduais mineiros. Marcelo deu exemplos de deputados que denunciaram depósitos extras em suas contas bancárias nos anos de 1994 e 1999. O interesse para a investigação partiu de uma declaração do deputado Aécio Neves em 2001 dizendo que “ bom mesmo era ser deputado estadual em Minas”.

Hila e Marcelo dividiram as etapas do noticiário em 5 que são: a publicação da informação, a reação popular, novas denúncias, o reconhecimento do erro e o acordo com o Ministério Público. A primeira matéria publicada do caso mostrava a declaração do Imposto de Renda de um deputado. A reação popular foi de condenação dos deputados, já a dos deputados foi que com tempo a notícia perderia força, mas novas denúncias fizeram a notícia “subir as escadas”.

O reconhecimento do erro foi quando a Assembléia decidiu reduzir o salário para R$ 27 mil, mas nas pesquisas de Hila esse salário era inconstitucional. Sendo assim, foi feito um acordo com o Ministério Público de redução para R$ 18 mil.

Hila falou sobre quando uma quebra de off pode ou não ser feita. Também falou sobre compra e venda de informação. Quando perguntado sobre os riscos da profissão, Marcelo diz que existem riscos em todas as áreas do jornalismo, mas que no político esse risco é mais claro. Já a questão de posição partidária dos jornais ele diz que essa deveria ser transparente e não mascarada.

Texto e foto: Geovani Barbosa Fernandes

Diversas maneiras de falar sobre política

Enquadramentos e narrativas da miséria na obra de Henfil e na cobertura política durante a ditadura do jornal Estado de Minas foram os projetos de pesquisa sobre os quais a professora Hila Rodrigues falou hoje à tarde no Seminário de Ensino Pesquisa e Extensão, no auditório do ICHS.
A professora está trabalhando nesses dois projetos atualmente, em conjunto com os alunos Jamylle de Cássia Ibrahim e Laio Silva do Amaral. Além do “Grupo de Estudos em Jornalismo: Narrativas, Trajetórias e Experiências”, o GENTE, do qual participa juntamente com os professores Marta Maia, Ricardo Lima e Reges Schwaab. O grupo trata de diversos aspectos, como a perspectiva relacional do jornalismo e a maneira como o sujeito é retratado no jornal Estado de Minas.
Quando questionada sobre a importância desse seminário para o curso, Hila responde: “Duas coisas eu considero muito importantes: compartilhar entre alunos e professores as pesquisas que estão em curso e o mais importante é que o aluno, desde o primeiro período, é convidado a pensar seu TCC, ele pode assistir a apresentação das linhas de pesquisa de cada professor e se identificar”.

O viés do jornalismo político

Hila tem um forte vínculo com o jornalismo político. Trabalhou nessa editoria em diferentes veículos como o Jornal Estado de Minas, Rádio Alvorada FM e Jornal Diário do Comércio, além de ter sido assessora de comunicação na Assembleia Legislativa do Estado Minas Gerais. Tamanha experiência do assunto faz da professora uma importante opção de orientadora para os alunos que se interessam pela área.

Texto: Dayane Barretos
Foto: Nathália Souza Silva

Economia brasileira foi pauta em oficina

Texto: Marcela Servano

Áudio: Bárbara Andrade e Eloíza Leal

Fotos: Lincon Zarbietti

Dentre os eventos desta sexta-feira, a mini-palestra Conjuntura Econômica abordou a economia brasileira, traçando um panorama desde o presidente Collor até o governo atual. Foi ministrada pelo professor do curso de economia da Ufop Evandro Camargo Teixeira.

No primeiro momento, Evandro esboçou um breve histórico econômico e político nacional. Começando com a instabilidade política do Governo Collor, que levou ao impeachment, passando pela implemantação do Plano Real, pelo então Ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso até o cenário atual, para esse ele citou a criação do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento) pelo Governo Lula.

Os estudantes presentes puderam compreender por meio desse recorte histórico o contexto econômico e político presente. Atualmente, segundo o professor, a conjuntura econômica do Brasil é favorável, a dívida externa está controlada, e o país tem um crescimento considerável. Sendo assim, quem for eleito o novo presidente terá uma condição diferente dos governos anteriores.

Confira agora os aúdios com a entrevista de Evandro Camargo, que abordam alguns aspectos da economia brasileira, e o seu comentário sobre o plano econômico dos candidatos à presidência da República.