Arquivo da tag: Debates

Richardson Pontone e Cláudio Costa Val em uma conversa sobre videoativismo

Por Ana Paula Abreu

Foto: Ana Paula Abreu

O professor, documentarista e pesquisador em mídias digitais, Richardson Pontone, ministrou uma palestra com o tema “O videoativismo e o documentário contemporâneo” no primeiro dia da 3ª edição do Cine Festival Inconfidentes. Pontone contou com o auxílio do roteirista, diretor de cinema e professor, Cláudio Costa Val, que momentos antes havia lançado um livro no mesmo Festival.

Pontone falou sobre o videoativismo anterior e posterioriormente ao advento da internet. Antes a divulgação era feita da seguinte forma: ele e alguns amigos alugavam fitas em VHS de filmes em lançamento e inseriam os curtas produzidos por eles nos trailers. “Não era algo legal, mas era o que dava pra fazer naquela época”, pontuou Pontone.

Em 1999, a internet já cumpria um papel de divulgadora. Costa Val e Pontone apontaram a repercussão das revoltas em Seattle como um marco na história do videoativismo pós-internet. Após dez anos da queda do Muro de Berlim, insatisfeitas com o descaso do governo, pessoas saíram às ruas para protestar e foram agredidas por policiais. Ativistas gravaram a agressão e repassaram as imagens por listas de e-mails, gerando comoção por todo o mundo.

A estudante de jornalismo Éllen Nogueira avaliou o tema da palestra: “Com as tecnologias de hoje, temos a possibilidade de mostrar o outro lado da história. Como disse o Richardson, podemos ‘consumir cada vez mais verdade’”.

* A cobertura do Cine Festival Inconfidentes 2012 disponibilizada aqui é uma produção laboratorial dos alunos de Técnicas de Reportagem e Entrevista 2012/1. Ao reproduzir o conteúdo a autoria deverá ser citada.

Inconfidentes recebe Virgílio Vasconcelos

Por Bárbara Monteiro

Virgílio Vasconcelos no Inconfidentes. / Foto: Marllon Bento.

No terceiro dia de Cine Festival Inconfidentes, sábado, 06, o evento recebeu, no teatro do SESC de Mariana, Vírgilio Vasconcelos, professor do curso de Cinema de Animação e Artes Digitais da UFMG. Em pauta o progresso da animação e a tecnologia como aliada para a evolução nesse campo. O convidado falou também sobre software livre, uma maneira de transformar uma ideia em realidade e compartilhá-la com o resto do mundo, podendo melhorar o programa no qual se trabalha. Para Virgílio, essa interação é essencial: “Podemos fazer hoje o que não se fazia há 20 anos através do compartilhamento de idéias”. Ao ser questionado sobre os desenhos antigos comparados aos atuais, o palestrante destaca:” Acho que falta sim um pouco de graça nos desenhos atuais, principalmente comparado aos da década de 50 e acredito que isso se dá pelo controle exercido sobre produtores que antes eram mais livres ao criar”. Para o professor, hoje há “menos entraves técnicos, mas temos mais entraves políticos na animação”.

O estudante de jornalismo Davi Machado, presente ao encontro com e Vírgilio Vasconcelos, disse já ter ouvido falar em softwares livres, porém não sabia que a animação poderia ser tão acessível através dessa ferramenta, relatou.

* A cobertura do Cine Festival Inconfidentes 2012 disponibilizada aqui é uma produção laboratorial dos alunos de Técnicas de Reportagem e Entrevista 2012/1. Ao reproduzir o conteúdo a autoria deverá ser citada.

5x Favela – Agora Por Nós Mesmos no Festival Inconfidentes

Por Iago Resende

Na tarde desta sexta-feira, 05, segundo dia de Cine Festival Inconfidentes, foi exibido o longa 5x Favela – Agora Por Nós Mesmos. O drama-documentário conta com cinco histórias que retratam a vida em cinco comunidades cariocas. Dirigido por Wagner Morais, Rodrigo Felha, Cacau Amaral, Luciano Vidigal, Cadu Barcellos, Luciana Bezerra e Manaíra Carneiro, o filme-referência ao longa Cinco Vezes Favela, de 1962, foi premiado em diversos festivais.

O  pequeno público tornou a sessão aconchegante no Teatro Sesi Mariana. O estudante de jornalismo Edmar Borges disse ter se impressionado com a qualidade do filme e principalmente o desenvolvimento dos curtas: “É facil se identificar com algumas situações, mesmo pertencente a uma realidade diferente”, afirmou. O também estudante Marllon Bento igualmente ressaltou o empenho na produção: “o filme consegue colocar todas as emoções, gostei das cenas cômicas e me impressionei com o modo de vida deles”, disse.

Veja o trailer oficial de 5 X Favela – Agora Por Nós Mesmos:

 * A cobertura do Cine Festival Inconfidentes 2012 disponibilizada aqui é uma produção laboratorial dos alunos de Técnicas de Reportagem e Entrevista 2012/1. Ao reproduzir o conteúdo a autoria deverá ser citada.

“Fábrica do Futuro”, de sonhos e de audiovisual

Por Iago Resende 

Cesar Piva (dir.), da Fábrica do Futuro e Marta Maia (UFOP). / Foto: Iago Resende.

Na primeira tarde de Cine Festival Inconfidentes, quinta-feira, 04, às 14h, o SESI Mariana sediou debate sobre o potencial da arte cinematográfica contemporânea em Minas Gerais. O convidado, Cesar Piva, falou sobre a importância do audiovisual no interior, tendo como exemplo a experiência do projeto Fábrica do Futuro, sediada em Cataguases – MG.

De acordo com Piva, a vida virou foco em Cataguases. A experiência do audiovisual gerou uma possibilidade de mudança na cidade e na região. O processo foi capaz de “acender a luz dos sonhos” da população, abrangendo uma gama de profissionais que vão de atores a carpinteiros, cuja dedicação “honrou” a cidade e o projeto com diversas premiações.

Para a estudante de jornalismo da UFOP Anna Antoun, 20, o audiovisual é importante para as pequenas cidades, “pode-se aprender muita coisa”, afirma. Já Letícia Afonso, 19, diz apoiar a interiorização do audiovisual e acredita no desenvolvimento do mesmo em Mariana: “com a formação da primeira turma de Jornalismo da UFOP, a cidade caminha para o audiovisual e o acesso acontece”, complementa.

O Cine Festival Inconfidentes segue até 07 de Outubro. A programação completa está disponível no site do evento.

Para saber mais sobre a Fábrica do Futuro, confira o site oficial.

* A cobertura do Cine Festival Inconfidentes 2012 disponibilizada aqui é uma produção laboratorial dos alunos de Técnicas de Reportagem e Entrevista 2012/1. Ao reproduzir o conteúdo a autoria deverá ser citada.