Arquivo da tag: blog

“As coisas boas precisam terminar”

Marcelo Träsel, Daniel Pellizzari, André Czarnobai e Emiliano Urbim fecharam com chave de ouro a última mesa da SECOM, cujo tema foi “O blog como grande reportagem”, tendo como mediadora a professora Joana Ziller, da UFOP.

Träsel,  professor e coordenador da especialização em Jornalismo Digital da Famecos da PUCRS, e Pellizzari, escritor, tradutor e editor, trataram de assuntos técnicos e discutiram o blog como uma importante ferramenta de alcance de públicos específicos, de qualquer lugar do mundo. De acordo com Träsel, “os blogs criaram a possibilidade de se fazer reportagens grandes que não são apresentadas para o leitor num só pacote, uma vez que o formato de reportagens ‘picadinhas’ tem se disseminado”.

Na opinião de Träsel, apesar de funcionais, os blogs vêm sendo canibalizados por outros meios de comunicação e redes sociais, uma vez que não são considerados práticos, pois devem ser atualizados regularmente. Além disso, outros canais vêm sendo criados para facilitar a interação entre vídeo, texto, foto e outras mídias, que garantem rápidas edições e podem ser acessados de dispositivos móveis.

Czarnobai, jornalista e roteirista, é mais conhecido como Cardoso devido ao sucesso de seu antigo projeto, o e-zine “Cardoso Online” (http://www.qualquer.org/). O convidado trouxe descontração para a plateia ao fazer uma divertida narração de suas histórias profissionais e sobre a famosa fanzine, que continha pequenos comentários sobre suas preferências artísticas, escritas por ele e mais três amigos, incluindo Träsel. “Foi acidental. Era bom porque a gente não teve medo de errar” – declara Czarnobai.

Urbim,  diretor de redação da revista Galileu, declarou ainda que a possível decadência dos blogs seja pela carência de novas ideias de grande reportagem. “É fácil fazer um blog, mas faltam ideias” – afima o jornalista e editor.

Jornalismo gonzo ainda é possível?

Quando questionado sobre a possibilidade de fazer jornalismo gonzo nos dias atuais, Träsel conta que essa modalidade foge muito da linguagem jornalística objetiva, onde a informação tem precedência sobre o estilo, mas afirma categoricamente: “dá para fazer informação fora do modelo da pirâmide invertida”.

Após a mesa, as cadeiras e os microfones deram lugar ao globo de luz e as caixas de som. Era hora da festa de encerramento, com boate, bebidas e mais diversão garantida.

Texto: Laura Vasconcelos

Imagem: Fafi Firmo

Reportagem Transmídia: multimeios e alunos integrados na oficina

Por Bruna Fontes

Além da integração dos recursos transmídias, houve também grande interação entre alunos e a palestrante durante a oficina.

Em busca do conceito de Jornalismo de imersão, onde o assunto possa ser explorado  e o internauta tenha autonomia para que possa atingir a notícia em camadas, a oficina de Jornalismo Transmídia, ministrada por Tatiana Carvalho, na manhã e tarde do dia 26 de outubro, veio agregar recursos multimídias e crosmídia (áudio, vídeo, foto e texto) às pautas comuns da cidade de Mariana.

 A oficina, que iniciou-se com uma hora e meia de atraso devido ao trânsito enfrentado por Tatiana, apresentou, em sua primeira parte, breves definições e exemplos de multimídia e crosmídia, apresentação dos alunos e, em seguida, houve a reunião de pauta para definir qual assunto seria tratado pelos meios transmídias.

Houve a divisão do grupo por categorias e funções que seriam exercidas por cada um dos integrantes e ficou decidido que seriam feitas duas matérias, a primeira sobre a Capela da Prainha e a segunda sobre a Igreja São Pedro. O objetivo era expor a diferença no que diz respeito às visitações turísticas.

 Na segunda parte da oficina, os grupos foram aos locais escolhidos coletarem os dados necessários. A apuração aconteceu no laboratório, onde houve o envolvimento de todos os integrantes, cada um atuando em sua área pré-definida.

 Gabriel Machado, 24, afirma que a oficina “foi bem trabalhosa, mas o resultado foi muito bom”. A função designada a ele foi a de construção do blog e de edições de imagens tiradas durante a realização da oficina.

Além do que é transmitido

No primeiro dia da SECOM foi realizada a oficina de reportagens transmídia, proferida pela professora Tatiana Carvalho. Na oficina, foi mostrada a importância da utilização de diversas formas de mídia na elaboração de notícias. Em uma hierarquia horizontal, os participantes da oficina elaboraram um blog como forma de aprendizado prático. Ao final de quase 10 horas de muito trabalho coletivo, o resultado pode ser conferido no Blog Além do Que é dito

Continue lendo