Arquivo do autor:mayracosta

Oficina de jornalismo político faz parte do último dia de programação da Secom

 

 

 

 

 

 

Nesta sexta-feira (28), último dia da Secom, os alunos tiveram a oportunidade de participar da oficina de Jornalismo político realizada na parte da manhã no ICSA. O convidado para ministrar foi o jornalista Marcelo Freitas, atualmente assessor de imprensa da UFMG, que compartilhou suas experiências nesse campo jornalístico, através da exposição das varias matérias realizadas na editoria politica do jornal Estado de Minas, no qual trabalhou.

Freitas, apresentou aos alunos um caso ligado a corrupção ,com início de repercussão em 2001, que foi o salário dos deputados estaduais mineiros. Contando com a participação da docente do curso de jornalismo Hila Rodrigues, que também fez a cobertura do caso como repórter, Freitas expôs todo o processo jornalistico,que ia desde a publicação da informação até o reconhecimento do erro da lavagem de dinheiro pelos políticos.

Jornalismo político, ética e compromisso social

Dentro da discussão sobre o acontecimento que envolvia os politico mineiros, questões como ética e compromisso social foram abordadas. Freitas contou que, para se conseguir a informação para a publicação no jornal do caso de 2001, teria que comprá-la de um terceiro. Instâncias da diretoria do Estado de Minas entraram em um dilema ético, porém a decisão foi obter a informação.”Ou compra -se a informação a favor do cidadão, ou não, a favor da ética profissional”, disse Hila Rodrigues, complementando a fala do colega.

O jornalista convidado, fechou a oficina aconselhando os alunos que um bom repórter, inclusive na área da politica, não somente deve estar a par dos acontecimentos da sua área editorial no jornal, mas acompanhar um pouco de todas as áreas. Além disso, quem se interessar em trabalhar como jornalista na política, deve ter uma preocupação especial de sempre tentar intervir e mudar a realidade em prol dos cidadãos.

Texto:Mayra Santos Costa

 Foto:Maria Fernanda Pulici

Webradio é um dos diversos projetos de extensão e pesquisa na UFOP

Professores de jornalismo apresentaram, nesta quarta-feira (27), suas respectivas linhas de pesquisa em um seminário realizado no ICHS pela Secom. Entre os diversos temas de iniciação científica abordados, as docentes Nair Prata e Sônia Pessoa explicaram um pouco sobre o seu projeto ligado ao rádio.

As pesquisas direcionadas ao rádio estão com a temática voltada para a questão da Webradio.As coordenadoras do projeto acreditam que a análise desse meio ligado à outro meio de comunicação mais recente, que é a internet, se torna fundamental para estudos das novas mídias no jornalismo.

Iniciação científica em Webradio

Alunos bolsistas e voluntários trabalham com as orientadoras na UFOP no projeto Webradio: Gênero, Interação e Bussines. Um dos objetivos é pesquisar sobre as dez webradios mais acessadas do país. Essa iniciação conta com o maior número de estudantes envolvidos, dentre todos os projetos expostos.

No seminário, cada professor teve a oportunidade de discursar um pouco sobre os seus projetos, contando com a participação de alunos. Várias áreas ligadas à comunicação foram abordadas, como o Jornalismo ambiental, a comunicação organizacional e o cinema, atendendo as expectativas dos diversos estudantes presentes.

Encerrando o seminário, Marta Maia, presidente do colegiado, discursou sobre a importância das atividades de iniciação científica e projetos para a comunidade acadêmica, já que as pesquisas e extensões precisam ser cada vez mais fortalecidas em favor de uma melhor formação universitária.

Texto: Mayra Santos Costa
Foto:Nathália Souza Silva

Oficina de Fotografia de Moda no primeiro dia de programação da Secom

Ministrada por Daniel Magalhães, fotógrafo de Belo Horizonte, a oficina de fotografia de moda fez parte, nesta quarta-feira (26), do primeiro dia de programação da Semana de estudos de comunicação social da UFOP.

A oficina teve como objetivo mostrar aos alunos um panorama geral da fotografia de moda. O fotógrafo apresentou primeiramente uma abordagem histórica do tema, apontando figuras importantes e revolucionárias nesse campo da fotografia no século XX. Mostrou também outras questões relacionadas com esta vertente fotográfica, como as influências da arte e a manipulação da imagem com a pós-produção.

Magalhães ainda apresentou os tipos de iluminação, os equipamentos e as técnicas de produção dentro do universo dos books, catálogos e editoriais de moda em revistas. O fotógrafo acredita que a foto direcionada a moda precisa de certa forma contar uma história, trazer em si um imaginário para o público. Para isso, acredita que o intessado em se ingressar neste campo não deve somente apoiar-se em técnicas, mas trazer consigo uma bagagem cultural e uma noção de estética.

Os alunos também tiveram oportunidade de presenciar a prática da fotografia de moda. Todos os participantes se reuniram no estacionamento do ICSA, para uma sessão de fotos com os equipamentos do fotógrafo. Teka Lindoso, estudante de jornalismo, conta que  oficina superou suas expectativas. A aluna disse estar satisfeita em ter oportunidade como esta e reforçou seu interesse em seguir nesta área, como futura fotógrafa de moda.

Texto e Foto: Mayra Santos Costa

Texto e foto: Mayra Costa