Estrutura – Graduação em JORNALISMO – UFOP

Estrutura

0 Flares 0 Flares ×

Estrutura e condições de oferta do Jornalismo UFOP

A graduação em Jornalismo da UFOP tem sede em Mariana, cidade história distante 112 km da capital Belo Horizonte. O curso funciona no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), criado em 2008.

O Instituto ocupa seis prédios na área central do município e se originou a partir do antigo Colégio Padre Avelar, cedido para a UFOP para ser a célula inicial do ICSA. Ao seu lado, foram construídos três outros blocos, concluídos em 2014, nos quais estão salas de aula, biblioteca, laboratórios e gabinetes para professores. Além dos prédios novos e do antigo colégio, duas construções tombadas pelo Patrimônio Histórico – a Casa dos Vieira e a antiga casa da Guarda Florestal – abrigam mais gabinetes de professores, núcleos de pesquisa e extensão e a Pós-Graduação em Comunicação.

A partir dos investimentos feitos por intermédio do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), o Instituto foi, desde a sua fundação, estruturando-se com as condições de oferta para o funcionamento de seus quatro cursos. Além da estrutura do próprio ICSA, há o Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS),  primeira unidade da Universidade, que completa o Campus Mariana.

Salas de aula com projetores multimídia e acesso a internet por cabo e por wi-fi, prédios com acessibilidade. O curso de Jornalismo, como todo o ICSA, conta com instalações ajustadas para as atividades didáticas, facilidades para uso de equipamentos de informática e audiovisual em atividades de ensino, pesquisa e extensão, eventos e reuniões.

Veja abaixo alguns pontos da estrutura e condições de funcionamento da Universidade, do ICSA e do curso de Jornalismo que as/os estudantes têm à disposição. Outras informações e detalhes podem ser obtidos nos links específicos relacionados ao final deste texto.

  • Apoio a discentes: diversas formas de auxílio e apoio buscam melhorar as condições de estudo e permanência na universidade, entre elas o restaurante universitário, programas socioeconômicos de auxílio moradia, auxílio transporte, bolsa alimentação, bolsa permanência, orientação estudantil, assistência à saúde e apoio psicológico. Veja mais informações no link “Estudantes” do site da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (PRACE).

  • Pesquisa, extensão, monitorias e intercâmbios: importantes formas de apoio e oportunidades de crescimento para estudantes estão na possibilidade de se integrar em grupos e projetos de pesquisa e de extensão, atuar em monitoria de disciplinas e projetos do Pró-Ativa (ações de melhoria da graduação). Muitos dessas ações oferecem bolsas remuneradas e participação voluntária. Além deles, outras oportunidades importantes são oriundas dos programas de mobilidade nacional e internacional, por meio das instituições conveniadas com a UFOP.

  • Corpo docente: são 21 professores específicos do curso, mais quatro docentes de outros departamentos que ministram aulas no Jornalismo (disciplinas das áreas de Letras, Psicologia, Filosofia e Educação). Todos as professoras e professores que atuam no curso são contratadas/os por 40 horas semanais de trabalho. Hoje são 23 docentes efetivos trabalhando 40h em regime de dedicação exclusiva, mais dois professores substitutos em regime de 40h. Do conjunto, 20 possuem doutorado (80%) e cinco, mestrado (20%). Os prédios do ICSA abrigam gabinetes de trabalho, com espaços de atendimento e reunião para todas as professoras e professores de todos os cursos.

  • Coordenação, administração e avaliação do curso: a administração do curso de Jornalismo se dá por meio do Departamento de Ciências Sociais, Jornalismo e Serviço Social (DECSO) e do Colegiado de Jornalismo, responsável pela coordenação pedagógica. A atividades também contam com o apoio do Núcleo Docente Estruturante e de diversas comissões para questões específicas, como a de Laboratórios, a de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e a de Avaliação de Curso, entre outras. Estas comissões e instâncias atuam de forma a administrar atividades rotineiras e demandas específicas, sempre com o objetivo de aprimorar processos e melhorar a qualidade do curso. Além disso, a UFOP conta com instâncias e formas globais de avaliação dos cursos e suas condições de oferta, que também influem positivamente na graduação, como a Comissão Própria de Avaliação (CPA), e a pesquisa semestral realizada com discentes e docentes sobre as disciplinas e o ensino.

  • Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP): atua no âmbito da Pró-Reitoria de Graduação, oferecendo assessoramento pedagógico a docentes, colegiados de cursos, departamentos e discentes. Responde por ações que envolvem acompanhar o desenvolvimento de disciplinas de graduação, programa de monitoria, o programa Pró-Ativa, o Programa Sala Aberta (docência no ensino superior), auxílio à realização e à participação em eventos acadêmicos. Atua ainda nos programas de mobilidade acadêmica, mostra de profissões, entre outros.

  • Internet e acesso à tecnologia informática: além da internet wi-fi em todo o instituto, estudantes podem ainda acessar a internet no Laboratório de Computação Compartilhada (LCC – laboratório geral do ICSA) e nos computadores da área de Inclusão Digital da Biblioteca. A internet no Campus Mariana é conectada à sede da UFOP por rede de fibra ótica e o apoio na área de informática às atividades das unidades e da administração central é feito por meio do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI).

  • Biblioteca e acervo: a biblioteca do ICSA, embora recente, possui um acervo específico formado por quase 3.000 títulos (cerca de 17.000 exemplares) de obras recentes e clássicos de diversas áreas das ciências sociais aplicadas, incluindo Comunicação e Jornalismo. Boa parte da bibliografia básica das disciplinas está disponível em quantidade ideal por título (20 exemplares por título) e outros ainda em grande quantidade (10 exemplares por título) para atender bem a demanda de estudantes em leituras rotineiras, estudos e atividades de avaliação. A quantidade de títulos garante também uma boa variedade de obras usadas na bibliografia complementar das disciplinas e nas atividades de pesquisa. Professoras e professores também utilizam com frequências livros e artigos recentes, disponíveis na internet, atualizando periodicamente suas indicações bibliográficas. Salas de estudo em grupo ou individuais, acesso à internet e bases de dados nacionais e internacionais, assinatura de periódicos científicos, jornais e revistas completam a estrutura de apoio da biblioteca. Estudantes podem contar ainda com a biblioteca do ICHS (cerca de 31.000 títulos e 53,5 mil exemplares) e das bibliotecas de outras unidades da Universidade (cerca de 215 mil exemplares de mais de 101.000 mil títulos).

  • Laboratórios específicos: o curso de Jornalismo conta uma estrutura de laboratórios e equipamentos próprios do curso para as áreas de Redação, Planejamento Visual, Fotografia e Jornalismo Impresso, Webjornalismo, Radiojornalismo, Audiovisual, entre outras. Disciplinas e atividades específicas, como o jornal laboratório Lampião, a webrádio Plural, a revista Curinga, as aulas de Redação, Planejamento Visual, Web, Fotojornalismo, Radiojornalismo, Telejornalismo, Documentário, Design de Informação entre outras, contam com boa estrutura de desenvolvimento: câmeras fotográficas digitais e de vídeo recentes, computadores PC e Macintosh, estúdio de rádio e TV.

  • Eventos: estudantes têm a chance de participar de eventos, atuando inclusive na organização e cobertura dos acontecimentos. Atividades semestrais e anuais como a Semana de Estudos em Comunicação (Secom), o Ciclo de Estudos em Jornalismo, a Aula Inaugural, o Seminário de Pesquisas, a Semana de Bancas de Trabalhos de Conclusão de Curso, a Semana de Fotografia (Poéticas da Luz). As e os estudantes de jornalismo também têm a chance de integrar projetos promovidos pelo instituto, pela universidade, por núcleos de pesquisa e coletivos para a comunidade acadêmica e não acadêmica, como o Fórum das Letras, o Ciclo Jornalismo e Literatura, o Encontro de Saberes, a Semana de Integração, o Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana, a Mostra de Profissões, a Calourada Preta e a Calourada Vermelha. Tanto a comunidade acadêmica quanto a comunidade não acadêmica da região, podem participar de seminários, atividades inter e transdisciplinares, exposições e congressos com palestras e oficinas. Estudantes contam ainda com apoio da universidade para a realização de seus próprios eventos (semanas de estudo) e para a participação em eventos científicos externos.

Saiba mais
Programas de Assistência Estudantil
Pró-reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis
Assistência estudantil em Mariana (NACE – ICHS)
Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP)
Programa de auxílio para a participação em eventos
Programa de apoio à organização de eventos
Mobilidade internacional e intercâmbio
Cartilha do Calouro (Centro Acadêmico)
Mapa guiado do ICSA
Pessoas (corpo docente, corpo técnico e corpo discente)
Laboratórios
Biblioteca
Administrativo
Colegiado e comissões de apoio
Núcleo Docente Estruturante

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 0 Flares ×